Se eu tivesse jogado no Euromilhões, se calhar a esta altura estava rica…

Escrevo isto, e hoje leio isto:

Hoje, engolindo as suas lições de moral contra os países do Sul, Rutte vai apresentar a demissão à rainha Beatriz. Com a Holanda agora também ameaçada pela Fitch de retirada do triplo A, o governo demissionário fica sem nenhum instrumento político para fazer o país chegar ao défice dos 3% e impôr cortes violentos na saúde e nos funcionários públicos.

É uma suprema ironia que, até há muito pouco tempo, a Holanda fosse – ao lado da Alemanha – o país das maravilhas que cumpria à risca a castidade monetária da Europa do Norte. Por várias vezes Mark Rutte e o seu ministro das Finanças defenderam a expulsão do euro de todos os países incapazes de cumprir os objectivos fixados. O governo holandês advogou publicamente a criação de um euro restrito às economias fortes do Norte – e até já tinha nome para essa nova moeda: neuro.

Hoje, o mesmo Mark Rutte vai reunir o Conselho de Ministros em Haia para apresentar a demissão do seu governo. A ruptura deu-se no sábado, quando o Partido da Liberdade (extrema-direita) rompeu a coligação governamental, recusando-se a dar o aval ao pacote de austeridade que vai permitir à Holanda atingir o défice de 3% previsto no tratado. E assim, inesperadamente, a cabeça de Rutte acabará a seguir o destino dos seus colegas do Sul, cujos governos colapsaram por causa dos pacotes de austeridade.

Foi o líder da extrema-direita, Geert Wilders, que acabou com a harmonia no governo holandês. Wilders rejeitou o programa de austeridade – que implicava cortes de cerca 14 mil milhões de euros no orçamento – justificando não aceitar que os cidadãos holandeses fossem obrigados a pagar dos seus bolsos “as exigências insensatas de Bruxelas”.

“Não queremos seguir as ordens de Bruxelas”, disse Wilders, citado pelo Financial Times. “Não queremos ver os nossos reformados a sangrar em nome dos diktats de Bruxelas”.

Podem ler tudo no ionline: http://www.ionline.pt/dinheiro/crise-da-divida-chega-aos-moralistas-governo-holandes-cai-defice-esta-risco

Vêm como os meus dejavus são lixados? Quem me dera não ter acertado.

4 comments:

  1. Hum… a coisa está mesmo a ficar preta, até para os países mais improváveis. Efeito dominó, lá está 🙁
    Vamos todos para o Brasil ou para Angola.

    PS: ontem houve um acidente ferroviário em Amesterdão.. Está tudo ok, não está? 🙂

  2. Sim querida, aquilo que os profs de Economia Internacional nos obrigaram a "engolir" e suas teorias: cá estão.

    Estou óptima, estava em Delft e tanto quanto eu saiba os meus amigos estão todos bem também, por isso keep on rock and rolling 😉

    Beijinhos!!

Deixar uma resposta