Muito chata que é a Senhora

Tenho tido (e vou ter durante uns bons meses) muito trabalho.
Tenho tido muitos jantares e visitas e festas de anos, e viagens e casamentos e vou a todas mesmo que nem possa com uma gata pelo rabo, porque se há coisa importante na vida é a família e os amigos. Vim de Portugal numa quarta e na sexta fui até Bruxelas. No fim de semana seguinte adiantei o que pude para poder ir na quinta para Lisboa. Fui de quinta a segunda, voltei terça de madrugada e dormi uma média de 6 horas por dia, trabalhei 9 e espremi toda a gente nas restante horas que sobraram e mesmo assim, para não variar, falhei uma data de pessoas tão importantes para mim.
E elas não matam, mas moem.  E a combinação explosiva de trabalho a dar com um pau com vida social tem sempre como consequência olheiras até aos joelhos.
Tive que cortar o cabelo aos bonecos e ficaram feiosos e lingrinhas todos os dias. E têm muito frio, mas não gostam dos casacos e por isso … continuam com frio. Acho que vou entregá-los à minha Mãezinha durante um mês que é pra ela não voltar a dar-lhes banho sem amaciador (o cabelo fica “a la rastafari” e não se consegue pentear, só praticamente rapando). Estou a pensar mandar-lhe também a conta de 120 euros do Cabeleireiro. Pra próxima pensa duas vezes e deixa de ser teimosa que nem um jumento. Chata.
Por outro lado tenho que lhe agradecer ter herdado a persistência (pra mim é persistência, pra ela é teimosia!) que me leva até onde jamais chegaria se fosse uma “deixar andar”.
Um óptimo fim de semana para todos e sigam o meu conselho: escolham por onde é que querem começar a mudar e “fogo à peça”!!

Deixar uma resposta