Aulas de Holandês em Portugal/Lisboa

Anteontem apanhei um vírus gastro-intestinal.
Eu tenho um estômago de ferro, apesar das intolerâncias. Mas não resistiu a um restaurante de Sushi all you can eat. Mark my words: NEVER AGAIN.
Bom, adiante. Ontem tinha aula de Holandês no ISCTE das 20 às 22.
Custou-me muito ir. Estava zonza, a minha barriga fazia barulhos estranhos, o meu cérebro estava indisponível para absorver o que fosse, e estava com os azeites à séria.
Mas como era a última aula antes do teste final, fui.
E cheguei a dizer que me ia embora mais cedo e fiquei a aula toda.

E isto só aconteceu porque a professora é cinco estrelas. E já não é a primeira vez que vou pra aula a arrastar os pés, porque vamos lá ser honestos, quem é que no seu perfeito juízo quer aprender Holandês, pra mais depois de já ter regressado?, e que fico a aula toda, e aprendo e …. gosto!

O CCL não me paga minimamente a publicidade que lhe vou fazer agora. Se o faço é por respeito e consideração à Ellen, que é boa professora, e boa pessoa, e que é a Holandesa mais Portuguesa que conheço.
Talvez superada pela minha amiga Thessa, mas a Thessa cresceu em Portugal, e a Ellen na Holanda, por isso estão, vá, empatadas.

O Neerlandês (Holandês em termos práticos, mas correctamente denominado Neerlandês) é uma língua intragável, mas que é cada vez mais necessária caso queiram arranjar um emprego na Holanda.
Eu sempre disse que se soubesse o que sei hoje, teria aprendido Holandês antes de ir pra Holanda, mas como foi tudo muito rápido e despreparado, fui sem noção. E os cursos de Holandês na Holanda custam 1000€ por mês. Aqui é 50€. É fazer as contas.
POR ACASO até tive sorte profissionalmente e safei-me em inglês durante bastantes anos, mas ao fim de 7 anos não há desculpa para não saber falar a língua do País de Acolhimento.
O que é certo é que eu costumo ser uma pessoa bastante coerente, e disse aos meus Chefes que se algum dia voltasse pra Portugal a trabalhar pra Holanda, que iria aprender Holandês. E assim foi.

Escolhi o CCL porque era mais perto da minha casa e porque era mais barato que o outro (só encontrei mais um) curso que encontrei, mas hoje recomendo-o porque acho que vale a pena, que efectivamente aprendo (e aprenderei, porque vou fazer o segundo ano), e porque acho que faz uma diferença imensa nas minhas relações profissionais.

E finalmente vou deixar de dizer “ik spreek niet nederlands”.

Pra terminar, o CCL faz cursos de verão intensivos, se puderem façam-nos antes de embarcarem na vossa nova aventura emigrante 🙂
E não digam que não vos ensino nada!

6 comments:

  1. Vai Andorinha, é assim mesmo! Aquilo não é assim tãaao difícil, mas concordo que soa bastante mal (quando digo que o Alemão soa melhor cai-me toda a gente em cima). E isto é opinião de uma pessoa que sabe apenas Baby Dutch, por isso podes ignorar-me, haha.
    Já agora… mil euros? Jesus! Eu aprendi primeiro no emprego (uns 200 euros por semestre, se bem que aquilo era obviamente comparticipado) e depois na universidade da terra (olha que não me lembro do preço, mas não chegava seguramente aos 400 semestrais!). Se algum dia voltar a aprender a língua podemos ser conversation buddies 😀 (sim, acabei de inventar a expressão)

  2. Naaaaaaa, nunca encontrei abaixo de 400 mensais. Sei q na universidade há mais barato, mas 400 por semestre, nao me parece….
    Eu prefiro que a sejamos conversation buddies em português! 😀
    Bjos!

  3. Ok, fui procurar, 310. Se fosse mais de 400 não teria pago, ahah, há limites para a minha vontade de aprender holandês 😉
    Bilingues, então? 😀 Podemos falar à vacance!
    beijinhos

  4. Olá! Estava à procura de cursos de holandês e vim dar a este blog! Por acaso podem-me dar alguma indicação? xD
    Veel succes!

Deixar uma resposta