À descoberta da América Central – Dia 4 Vulcão Pacaya

16 de Julho de 2015, Guatemala

Foi o terceiro (ou quarto?) vulcão a que subi e a primeira vez que a sorte esteve comigo e consegui ver a paisagem! Em todos os outros não vi um c…aroço!! 
Finalmente vi, não um, mas 3 vulcões! O Pacaya, o Vulcano Água e o Vulcano Fuego.
A caminhada, na companhia do nosso guia, o Senhor Eusébio de 80 anos de idade!, faz-se bastante bem, embora haja zonas muito íngremes na subida e na descida tenhamos descido literalmente de rabo e aos saltinhos também numa risota pegada. E vale imenso a pena, foi realmente uma excelente ideia e efectivamente a Guatemala tem uma beleza natural extraordinária.
Depois do almoço e de um belíssimo banho pra sacudir a poeira e a lava fomos enfeirar mais um pocochinho e visitar a 3a e 4a Calle Poniente. Entramos em tudo o que é sítio, babamos em frente a milhentos pátios, todos super bem cuidados, frescos e floridos.
De volta ao hotel, aquecemos os motores com um belíssimo rum añejo Zapata… e fomos ter uma aula de salsa e merengue onde os nossos líderes (sim, porque nesta viagem temos dois: o Eduardo e o Carlos. Fixe a dobrar!) brilharam e deram uma petit demonstração da sua habilidade como bailarinos e nós, humilde e diligentemente fizemos por os imitar na façanha!
Muitas barrigadas de riso depois, fomos jantar e tivemos que deixar a borga que se avizinhava pro dia seguinte porque já nenhum de nós podia com uma gata pelo rabo, foi um dia em cheio e muitíssimo bem passado. Já cá estamos os oito, e o grupo é cinco estrelas, e hoje foi só o primeiro de 15 dias, isto vai ser do belo!
Highlights
Subida ao vulcão Pacaya
El ron ou em português: o rum.

10 comments:

  1. Andorinha! 🙂
    Uma das meninas que fez a Indochina comigo já tinha feito a América Central com a Nomad e adorou. Falou-nos das paisagens e da natureza e da aventura. Este ano fez a Costa Rica, ainda achei que iam da mesma viagem, mas estava baralhada..
    Beijinhos

  2. Foi com o Zé Miguel, e de bónus levou com o Filipe Morato Gomes, ou então acabou mesmo agora de fazer uma onde também conheceu o Eduardo Madeira. Costa Rica ainda não está nos meus planos, mas pro ano se quiseres vir à Colômbia comigo (e com a Nomad, claro!) é só dizeres! Mega beijoca pra Suécia! 😉

  3. Agora estou de férias em Portugal! 🙂
    Essa viagem à Colômbia é nova não é? Não a vejo no site :p
    Para o ano estou a planear a Patagónia com umas amigas que conheci na Indochina. É o sonho de uma das meninas. Depois será talvez Japão. Tb gostava muito de ir à Nova Zelândia.
    Tu devem ser a pessoa que mais viagens Nomad fez, não? 😉
    Beijinhos

  4. Sim, a Colômbia faz parte dos novos destinos do ano que vem. Eu tb tenho o sonho da Patagónia, mas tem de ser daqui a um ano ou 2…. e eles tb vão lançar o Japão.
    E há quem tenha feito mto mais viagens que eu, eu só fiz 3!
    Muitos beijinhos!!

  5. As pessoas que conheço que mais viagens fizeram com a Nomad fizeram exatamente 3, tu já vais para a quarta! 🙂
    Agora que tenho uma insider, não sabes se por acaso vão começar a ir à Nova Zelandia, não? 🙂
    Beijinhos

  6. A Maria José vai pra nona viagem, pelo menos! Ahahaha E a minha amiga Teresa já fez umas 5 ou 6.
    Nova Zelândia não está nos novos destinos, pelo menos não naqueles que me foram (autorizadamente) anunciados, tb está na minha lista pra um dia! Por isso podemos sempre pedir, ahahaha
    A Patagónia sei que não é possível, pq é obrigatório teres um guia LOCAL, ou seja, o líder da Nomad não tem valor acrescentado na viagem da Patagónia, por isso é que eles têm um agente local, não um Português. As coisas que eu sei, já viste?
    Um dia concorro pra Nomad, ahaha

  7. Tu, de facto, conheces os pesos pesados dos viajantes Nomad!
    Sabes muito disto! Eu apoio a tua candidatura a guia Nomad e eles iam ver logo que és a pessoa adequada! Eu estaria no teu primeiro grupo (a menos que fosse durante o Natal, ai ia no segundo grupo) 🙂
    Sempre que eles perguntaram na net que destinos as pessoas gostariam de ver nas próximas viagens há sempre gente a dizer Austrália e Nova Zelandia, por isso acho que já devem ter estudado o caso com carinho.

  8. Conhecias em viagem! :)) Eu não quero ser guia da Nomad! Nem pensar!! Gosto muito do trabalho deles mas sou incapaz de o fazer, eles são todos muito calmos, muito democráticos, eu sou demasiado autoritária, nem pensar mesmo!
    Sabes que o problema da Austrália e da Nova Zelândia é que são destinos muito caros. Com certeza que andam a estudar o caso, mas o mais normal é fazerem destinos "diferentes", aqueles que muita gente quer ir, mas não sozinhos, como esta da América Central, ou a do Irão, ou até a da Colômbia.
    Eu quando gosto duma empresa faço-lhe a devida publicidade com todo o gosto, não precisam de me dar nada em troca 🙂
    Tu é que já me mostravas as fotos da tua última aventura com as meninas, não?

  9. O Japão também é caro, mas não tanto como a Austrália, parece-me.
    Eu não ia à Colômbia sozinha de certeza. 🙂
    Tenho de te mandar umas fotos, ainda ontem estive a mostrar aos meus país, mas não são mega espetaculares… É giro para recordar pormenores que se vão esquecendo!

Responder a Andorinha Cancelar resposta