Como tomar conta de um cão – notas para principiantes / How to take care of a dog for beginners

Não é um manual para tótós, mas é um manual com links úteis e contactos que me costumam pedir aqueles que, tal como eu, nunca tinham sido os orgulhosos donos de um focinho meiguinho e traquinas. Vou fazê-lo para Portugal e para a Holanda. Quem quiser deixar links úteis para outros países, pode fazê-lo na caixa de comentários se desejar.

1) Comida

Regra – O cão deve comer duas vezes ao dia, uma de manhã e outra ao fim do dia (por volta da nossa hora de jantar). A comida não deve estar constantemente disponível. Isso vai ajudar a controlar as horas de ida à rua e passeio.
Truque – Como truque para os fazer comer a horas certas, lanço mão duma salsicha cortada em pedacinhos muito pequenos, que misturo na comida. Enquanto comem a salsicha, comem o resto também. Também podem usar frango cozido desfiado em vez da salsicha.
Marcas – não é porque o cão é rafeiro, que a comida tem que ser rafeira. Tudo depende das possibilidades financeiras do dono, mas quanto mais qualidade tiver a comida, melhor é a saúde do animal, menos visitas ao veterinário, mais bonito é o pêlo, e menor é a quantidade de vezes que vão à casa de banho fazer cócó. As duas melhores marcas de comida para cães são sem dúvida a Hills e a Proplan. Como descobri que o frango tem propriedades laxantes para os meus cães, compro-lhes de salmão, que eles adoram por sinal, e que é muito boa para os animais que têm alergias.
Links para lojas online – Estas lojas online não me patrocinam (quem me dera) e garantem bons preços, muito melhores que em qualquer loja de animais, e entregam em casa, e pelo País.

2) Água

Regra – Os animais deve ter sempre água disponível. A comida pode não estar disponível, mas água é impossível.
Truque – eu comprei dois dispensadores de água que levam até 3 litros de água cada, e tenho um junto à zona de alimentação na cozinha, e outro no escritório onde costumam estar. Assim não tenho que estar sempre a pensar se têm água ou correr o risco de ter os bichos desidratados e a lamber poças de água nojentas na rua.
Marcas – qualquer uma serve. Tem é de ser uma coisa deste género:

Links para lojas online – eu comprei os meus no Corte Inglês, mas podem comprar na Tienda Animal e na My Petshop, ou na Amazon, como preferirem, não sei qual é que tem o melhor preço.  Na Holanda, a Beautyfull Pets também tem.

3) Biscoitos de treino

Regra – os donos dos cães devem receber o treino quando os animais têm entre 3 e 6 meses de idade. Se recolheram um animal abandonado (bem-hajam!), podem sempre recorrer a treinadores para vos ajudar em qualquer idade do animal, mas devem procurar um treinador mais experiente.
Truque – os melhores biscoitos de treino são aqueles de coração de cavalo seco, ou de fígado de coelho seco, mas são horrorosamente caros, por isso a minha treinadora deu-me uma solução que nunca falha: Frolic cortado aos bocadinhos. Uma saca de 4 kilos custa aproximadamente 12 euros, e dura meses, e serve também para colocar nos kong quando saio de casa e quero que se acalmem. O Frolic é comida de cão, mas como comida não presta. Já como biscoito de treino, é a oitava maravilha do mundo.
Marca Frolic
Links para lojas online – consoante o País:

  • Portugal – pode-se comprar nos supermercados Froiz, ou no Tienda Animal (neste site compensa comprar 2 sacos de 4 kilos por 11,20€ cada, é bem mais barato que os 4 euros por kilo.
  • Holanda – pode-se comprar em qualquer Albert Heijn, e custa 4 euros e pico uma saca de kilo e meio. Sim, leram bem, é mais barato na Holanda que em Portugal.

4) Brinquedos que evitam que roam o que é do alheio

Regra – os cães devem ter algo que os deixe libertar a tensão que se gera com a separação do dono, de cada vez que saímos de casa, para evitar que tenhamos visões da terceira guerra mundial no nosso regresso a casa. Há os chamados brinquedos para animais, que lhes permitem descarregar essa tensão, e que são feitos de um material especial para que eles possam roer sem se magoarem ou irem aumentar a conta do veterinário, ou até morrerem. Os nossos vizinhos também agradecem (e muito) que os deixemos entretidos já que assim não choram nem ladram junto à porta.
Truque – Os biscoitos próprios para estes brinquedos custam uma pequena fortuna, não há quem consiga suportar tal coisa financeiramente, mas podem rechear os brinquedos com Frolic e manteiga de amendoim (há no LIDL e no ALDI por preços muito simpáticos, e os cães podem comer à vontade, o único senão é que engorda-os). Recheie pois os brinquedos, e deixe-os no congelador para os poder entregar sempre que sair de casa, sem terem de estar a preparar tudo à última da hora, encurta o nosso tempo de saída. Estes só devem ser entregues pela última pessoa a sair de casa, e ao mesmo tempo que se lho entrega diz-se: tu ficas.
Marcas – sou fã incondicionalmente da KONG. Dura anos, é super segura para eles, está feita com material comprovadíssimo e mega resistente. No Corte Inglês também há outras marcas mas honestamente não me lembro do nome.
Links para lojas online – eu costumo comprar na Amazon, mas na Tienda Animal e na My Petshop também já há. Como este produto se vende mesmo muito bem, não costuma haver promoções do mesmo, passei a comprar na loja online mais barata, que é claramente a Tienda Animal e deixei de mandar vir da Amazon. Na Holanda, podem comprar em lojas de animais ou mandar vir da Amazon.

4) Coleiras e trelas

Regra – os animais só devem andar soltos em sítios onde não haja carros a passar, e andar com eles sem trela na cidade é péssima ideia. O cão do meu Pai foi atropelado há um mês atrás porque a pessoa que conduzia o carro estacionou em cima do passeio, e passou-lhe a roda por cima. O bicho teve muita sorte e só partiu a pata da frente, mas se tivesse morrido, o tamanho do desgosto era incomensurável. Há trelas extensíveis, trelas de treino, coleiras normais (nunca usem coleiras com picos por dentro, é cruel), e coleiras de peito.
Truque – as coleiras de peito são óptimas para os aprendermos a controlar em situações de stress, e são de longe, as melhores para o pescoço e coluna deles. São também as que se devem usar quando os transportamos de carro. Todas as coleiras que os meus cães usam, têm um fecho de metal porque senão o Bitoque roi as coleiras do pescoço à mãe e à mana, e eu não ganho pra coleiras.
Marcas – Eu compro as coleiras em lojas de animais normais, até porque como são 3, e todos têm tamanhos diferentes, tem mesmo de ser presencialmente. Mas ando a namorar as de peito da Dogwish, uma marca Portuguesa que tem coleiras e trelas espectaculares, mesmo giras.
Links para lojas online – Há imensas páginas de facebook com coleiras muito originais, como esta, a Dogwish, e outras por aí espalhadas, é só escolher. As trelas de treino comprei na Beautyfull Pets, mas podem comprar em qualquer loja de animais.

5) Banhos e Tosquias

Regra – há veterinários que não recomendam o banho assíduo, mas uma vez por mês não lhes faz mal nenhum, e evita que a nossa casa fique um nojo ou cheire intensamente a cão. Os meus tomam banho de 15 em 15 dias, uma vez por mês em casa, e outra vez na loja de banhos e tosquias. Mando-os cortar o pêlo mais ou menos de 3 em 3 meses, mas nunca os tosquio completamente como fazem muito aqui em Portugal, porque os cães ficam feios e tristes.

Truque – compro os champôos e amaciador na Beautyfull Pets na Holanda, porque é um distribuidor, e um litro de champôo nesta loja online, custa tanto com 250 ml de champôo aqui em Portugal numa loja de animais.
Marcas – se tiverem cães de pêlo comprido, usem um bom champôo e um bom amaciador, o amaciador então é fundamental, senão o bicho fica com o pêlo tipo palhadaço todo cheio de rastas, e isso dói-lhes. Champôo uso o Anju Beauté, e amaciador uso o All Systems.
Moradas e contactos de Lojas de Banhos e Tosquias – Eu gosto muito da Ana Siopa para dar uma banhoca mensal aos artistas, e gosto muito de lhes cortar o pêlo na Cola Loca no Corte Inglês aqui em Lisboa. Como estas senhoras são espectaculares, fazem-me um desconto familiar, e sai-me um bocadinho mais barato, mas o banho na Ana deve rondar os 11 ou 12€ e o corte de cabelo na Cola Loca, custa 35€.
Também ouvi falar muito bem da Cão Vira Gato, e em Braga recomendo a NortDog tanto pra banhos como para tosquias.
Na Holanda – recomendo vivamente a moça que trabalha neste canil em Amesterdão, e que faz o grooming lá, e banho também. É realmente boa, muito melhor que qualquer outra que eu tenha usado. Não se esqueçam que é preciso marcar com bastante antecedência, os Holandeses não fazem nada em cima da hora. O preço era de 45€, não sei se subiu, mas eram muito bem empregues.

6) Treinadores

É fundamental arranjarem um treinador, não para o vosso cão, mas para vocês. Evita muitas muitas chatices, ajuda a socializar o animal, e garante que ele é aceite socialmente em qualquer lado, que o podem até levar a casa de amigos, e passearem o bichinho em vez dele vos passear a vocês. Também ajuda e muito, a que não o percam por aí, porque vos ensinam a chamar o vosso cão e a ele vir ter convosco sempre. Sempre. E o treino, tal como disse, é pra vocês, são vocês que vão aprender a como fazer com que o bicho não ladre em casa quando fica sozinho, a sentar-se e a deitar-se sem gritos, bastam gestos, a que ele não coma porcarias que não deve do chão, que ande ao vosso lado na rua sem provocar acidentes como atirar com a vossa mãe, tia, avó, ou filho ao chão. Enfim, é tão fundamental, que só não o treina quem não gosta de viver e conviver com animais. Por muito fácil que o vosso cão seja, por muito pequeno que o cão seja, a convivência em sociedade é apreendida, e não se aprende sozinha. Como nem toda a gente tem possibilidades financeiras para contratar um treinador, vou deixar um link para um programa de youtube gratuito com o qual podem aprender.
Treinei os meus cães na Holanda, e porque não ouvi o que as pessoas me disseram, só os treinei com um ano, e durante esse ano a minha vida foi um inferno. Jamais desisti dos meus animais, mas cheguei a chorar de desespero. Não façam o mesmo, não sei se todos vocês têm a mesma capacidade de se aguentar, como eu me aguentei.

Treinadores:

Em Portugal

  • Niki Ladra
  • NortDog
  • Dogs Training Concept
  • No Stress Canino
  • Esta lista pode ser ampliada caso tenham experimentado algum treinador que queiram mesmo muito recomendar. Não é de todo extensiva ou representa a minha experiência com estas empresas (excepto a NortDog que foi onde o meu Pai treinou o cão dele)

Na Holanda

Recomendo, por experiência própria, a escola e treinadores do Olivier: Honde school de Gabber, a escola fica ao pé do Westerpark, e eles são uma simpatia.

No youtube, em Inglês, grátis, o canal da Kikopup é muito bom, aprendi bastante com a senhora.

7) Seguros de saúde

Em Portugal não há nenhum seguro de saúde de animais que cubra despesas de veterinário normais, só existem para o caso de termos animais considerados perigosos, e eles atacarem alguém. Não vale o dinheiro, por isso não tenho nenhum.
Na Holanda, a terra dos seguros para tudo, existem vários seguro de saúde, que cobrem despesas de veterinário tal como os nossos seguros de saúde. As empresas que usei na altura foram: Petplan e a Proteq. Escolham a que tiver melhores preços vs cobertura, o veterinário na Holanda é muito caro.

Por fim, last but not the least, o uso de chip e licença é obrigatório para todos os cães e a sua não utilização é susceptível de coimas, por isso por favor peçam ao veterinário para por um chip no cão, e façam-lhe uma licença na Junta de Freguesia a que pertencem. Os meus também têm passaporte para poderem viajar, que é obrigatório, assim como as vacinas todas em dia.

Aprendam a amar os vossos animais prolongando-lhes a vida com estes pequenos quês, podem ter a certeza que eles vos retribuirão em quíntuplo, muito mais do que algum dia esperaram, muito mais que qualquer ser humano um dia o fará. Acima de tudo, vão conseguir prolongar o número de dias que eles vos farão felizes.

Setenta anos de boa disposição!

Quem sai aos seus não degenera, e nós saímos ao meu Pai na boa disposição e no optimismo, e a ele lhe devemos (eu e o meu irmão) muito mais que os bons genes.

O Senhor João fez questão de acompanhar os filhos nos estudos, e embora fossemos ambos naturalmente bons alunos, se não fosse ele ter-nos apoiado e incentivado sempre, hoje certamente não estaríamos onde estamos.
Fez muito mais do que pagar boas escolas, e com imenso sacrifício, já que metade do orçamento familiar ia pra pagar os Colégios e Universidade dos filhos, o meu Pai estudava connosco, certificava-se de que estávamos preparados pros testes fazendo-nos perguntas, dava-nos mil escudos por cada 100% (começou por dar acima de 90%, mas como ia falindo, elevou a fasquia!), e ofereceu-me a melhor coisa do mundo: o gosto pela leitura.

Foi o meu Pai que me comprou o meu primeiro livro, da Sophia de Mello Breyner, e que sempre discutiu qualquer coisa que quisesse comprar, excepto livros.
Livros foi coisa que nunca me faltou. Não é que me faltasse coisa alguma, mas livros, sempre houve às pazadas, tudo o que fizesse de mim uma gaija esperta, era só pedir 😀

Também nos legou o gosto pelas viagens, que nós muito agradecemos!
Gosta muito de viajar, mas agora não quer deixar o Kruk sozinho, o companheiro dele que lhe oferecemos há 6 anos atrás exactamente por esta data, o melhor presente de aniversário que já lhe demos. Nunca mais nada se igualou, nem chegou perto. É mesmo o melhor amigo do meu Pai, e retribui a atenção que lhe dão de modo incomparável.

E por isso hoje, quando faz 70 anos, não sabemos o que lhe oferecer senão uma pequenina homenagem, e um enorme beijo e abraço esticado à distância, mas muito em breve, dado bem de perto!

Parabéns meu Pai! Que a alegria e a traquinice desta foto continuem a ser o imperativo da tua vida 🙂 E da nossa contigo!!

Um mega beijo da Sofia e do Carlos, e muitas lambidelas do Kruk, da Petzi, da Juicy e do Bitoque, todos nós te adoramos 🙂

Não é justo…

Hoje é feriado em Portugal, mas na Holanda não. Logo eu acordei às 7 da manhã pra começar a bulir, enquanto cá em casa toda a minha gente roncava: Pai, Mãe, cães (os 4!), até os vizinhos… and it’s so not fair! Eu também não quero trabalhar, humpft!

Eu não tenho escrito muito, porque tenho viajado muito (não estou a reclamar!) e trabalhado mais ainda, e não me sobra muito tempo.

Aqui vai um sumário:

  • Assumi responsabilidades novas no emprego, estou mesmo muito satisfeita, mas tenho trabalho a triplicar.
  • Fui à Serra da Estrela com 4 amigas: há 20 anos que não ia à Serra da Estrela, há 11 anos que não nos juntavamos as 5. E foi tãoooo fixe.

Ficamos nesta casa maravilhosa, que recomendo vivamente: Chão do Rio.

  • Apercebi-me que estou “demasiado Holandesa” e não no bom sentido. 

A minha honestidade e franqueza já chegou ao mal-educado. Tenho de começar a cortar a minha língua um bocado, principalmente entre outras nacionalidades que não a Holandesa, porque efectivamente, passei de bestinha, a rude. E não pode ser. Embora continue a achar que há momentos em que tal se torna produtivo, como ser capaz de dizer ao meu colega que está ao meu lado a falar no alta-voz, que mude pra uma sala de reuniões para que eu possa fazer o meu trabalho. Ao ser directa e fazê-lo frontalmente, embora o elemento do lado possa ficar amuado, eu vou poder continuar o meu trabalho e sair às 17 em vez de às 19 horas.
Mas moderação e bom-senso é o que me anda a fazer falta.

  • Ainda não fiz uma única compra de Natal, e estou completamente desinspirada. Não faço pálida ideia do que oferecer aos meus Pais e ao mano…

  • Já tenho o visto do Irão, e é espectacular, tem a minha foto e tudo! Brutal. E vou com a Nomad outra vez, por isso a esta altura do campeonato a única coisa que me preocupa é: mas que raio hei-de eu vestir durante 17 dias? Isto porque eles trataram de tudo, e eu só tenho que ir córtir, mai nada!

Tem que ser roupa que não fique justa, pelo menos que não revele as formas do corpo. E vou ter de usar o lenço na cabeça assim que sair do avião. Mas como é que se põe o bendito na cabeça? Ai a minha vida… pode-se mostrar alguma coisa do cabelo, ou é tipo os Marroquinos e nem um fio ao descoberto posso ter?

  • Além do Samarcanda do Amin Malouf, que outros livros me recomendam sobre a antiga Pérsia? Por favor, não me recomendem livros sobre como é que elas tiveram que fugir aos maridos ou aos Ayatolas, eu repito: ANTIGA PÉRSIA. Obrigada.

  • O Bitoque, a Juicy e a Petzi, estão óptimos, e eu continuo a morrer de inveja das sonecas deles. Gordinhos e bem mantidos pela senhora minha Mãe, estão cada vez mais bem comportados. Estou ainda a analisar o efeito que a ingestão de 7 comprimidos de Centrum possam ter tido no Bitoque, mas ele parece-me fino. Muito vitaminado, com certeza! E não, é claro que não lhes dei os comprimidos, foram eles que assaltaram o necessáire do meu primo que ficou lá em casa.

Isto pra sumário vai muito longo, vou-me masé fazer útil e bulir. Ai… vontadinha zero….

Hoje fazemos três aninhos!!

Há 3 anos atrás a Petzi pariu duas criaturas que nasceram nas minhas mãos e das quais não fui capaz de me separar, fazendo de mim hoje “a lady do mop”, “a maluca que tem três cães”, “a amiga dos cãezinhos”, “a dona da Petzi”, “a dona do Bitoque” e “a dona da Juicy”, “a gaja que tem metade dos móveis destruídos”, e por fim, a Sofia, orgulhosa dona de 3 criaturas muito meigas, traquinas, e fofas quais ursos de peluche com vida, que chegaram, roubaram o meu coração e trancaram-no algures e deitaram a chave fora. Posso ser a louca dos 3 cães, mas sou 3 vezes mais feliz que muito boa gente, e não trocava estas minhas coisas boas por nada neste mundo. Parabéns aos meus bonequinhos, que hoje vão malhar um ganda bife ao almoço!!!

Finalmente viemos ao Out Jazz!!

Hoje de manhã fui ao Marginal sem carros.

Apanhei um escaldão na tromba que foi um consolo e o nível de humidade era tão alto que quase me deu um badagaio a meio da aula de Sh’bam do Vivafit de Paco de Arcos ( o facto das instrutoras terem um endurance inacreditável pro calor que fazia fica pra outra conversa!).

Mas foi giro, e uma manhã muito bem passada com a Fernandes.

Cheguei a casa às duas e chovia e trovejava. Depois dum bom banho e dum almocinho, refastelei-me no sofá a ler um livro e passado 10 minutos estava aborrecida como uma pescada. Não porque o livro fosse desinteressante, mas porque não me apetecia estar em casa, mas também não tinha combinado nada com ninguém e já eram quase 4 da tarde, quem é que eu ia desencaminhar a esta hora?
Decidi meter-me no carro e ir passear com os canídeos. Fui pra Expo, ainda lá não tinha ido desde que regressei.
Pelo caminho mandei vir comigo mesma por não ter ido a um único Outjazz este ano. E tanta vontade que eu tinha!
Mas tinha acabado dia 15…mea culpa.

Quase a chegar lembrei-me de ligar à Garota e ir ver a Margarida, a terceira filha mais sortuda do mundo de um dos meus casais favoritos, ficava ali mesmo ao pé. Estavam em casa!
Primeiro fui dar uma volta a pé com os estarolas, marquei uma hora de relógio.
Fui pela margem até ao fundo da Expo. No regresso lembrei-me de vir por dentro e…chaaaaram! O Meo Out Jazz!!!
Afinal ainda não acabou! Só acaba no fim do mês e durante Setembro é na Expo!
Ganda pinta!
Sentei-me com eles, rebentadinhos de cansaco e calor depois de 45 minutos de passeata, e comecaram as fotos e os mimos.
É tão engracado ver toda a gente a sorrir pra mim quando os vêem, farto-me de receber elogios à alvura dos elementos (e eu acho que eles estão um nojo), eles recebem mimos de toda a gente, vem tudo dizer olá e pedir pra fazer umas featas e eu: com certeza!
Foram os senhores da Lipton, depois os senhores da Meo, foi uma festa, toda a gente lhes quis tirar fotos.
E eu toda contente ao som de bom jazz e a pensar, afinal já não foi uma seca de tarde!
Dali dei um salto pra ver a Margarida, coisa mais pequenina oh pa, e tive direito a pegar na bomboquinha ao colo e tudo! Ainda vi a mana Sofia e o mano Vicente (estão tão grandes, God!) e mostrei-lhes os estarolas, brincaram todos, foi um fim de tarde supimpa!
De regresso a casa fui convidada pra jantar com a minha outra familia favorita de todos os tempos e brincar com a Clarinha e a Ritinha. Deixei os bombocas em casa, atravessei a rua e acabei o domingo em família.

Quem diria que afinal ia ter um domingo tão fixe?

Os cabrões que vandalizaram este banco, queriam as mãozinhas pintadas de vermelho durante 15 dias! Palermas!

Hoje foi tudo pra Vogue Fashion night out

E eu esqueci-me que era hoje e não combinei uma saída de gajas como se impunha. Fiquei a dar uma de mãe e personal coacher. Sem dúvida muito mais importante que gastar dinheiro em trapos, mas podia ter feito as duas coisas se não estivesse estado distraída…tótó.

Pelo menos consegui organizar os meus papéis todos, não sem a ajuda preciosa dos meus estarolas, a quem agradeco unicamente não me terem comido nenhum papel.
E depois das tropelias, ficaram a dormir, de forma tão repimpada e confortável, quais pessoas de bracinho encolhido a apoiar o focinho, que não resisti a tirar-lhes umas fotos à maneira.
E assim preencho o meu coracao todos os dias e evito preencher o armário 🙂