A Andorinha também sabe o que é Fashion ou em Português: féchione!

O meu irmão casou no sábado passado e como não faço intenções de me casar pensei: é desta que dou uma de princesa!

Entrei numa loja aqui ao pé de casa no Via Venetto que costuma ter muitos vestidos de casamento, e bati os olhos neste e foi amor à primeira vista.

Era mesmo isto que eu queria, um vestido comprido, sem um decote até à boca como é meu hábito, assim muito… familiar, compostinho, não sei, era isto. Se calhar foi o mesmo sentimento que as noivas me dizem que sentem quando vão escolher o vestido e desatam a chorar.
Eu chorar não chorei, mas pensei: não mexe mais que estraga!

Pequeno problema: em Braga faz fresquinho dia 3 de Outubro, como é que eu me agasalho sem parecer uma matrafona? Uma estola! Já que é pra botar chique sem vergonhas, que seja no casamento do Mano em que é suposto os Pais e a irmã e Padrinhos e Madrinhas irem muito mais “tal” que o resto dos convidados.
Entrei na Zara a voar há três semanas atrás, vi logo a dita da estola, e não fui de modas: pimbas!

A mesma coisa com o ganchinho do cabelo, tinha que ser classy, assim como o penteado. Zara rulez nestas coisas.

Uma bela sandália beje e alta e não compensada, e lá fui eu, qual princesa a fugir pro rainha.

A única coisa chata foi a piadinha mais gasta do casamento: Sofia, tiraste o casaco aos dos teus cães e puseste-o ao pescoço?

Eu avisei que ser parvo era de família, não fosse eu ter uma família de palhaços, não sei o que seria de mim!

 

3 comments:

Responder a MAG Cancelar resposta