No come back, é só o que me vai na alma

Penso em posts todos os dias, falo com quem ainda me lê, God knows why, diariamente. Imagino, penso, mas não escrevo… tenho N posts feitos sobre as minhas mil viagens, sobre as aventuras do regresso, os meus pensamentos e sentimentos mais profundos, mas vou deixando passar… dia, após dia, como a vida, como ella misma...

Tenho tanto contido no meu coração, na minha alma, mas de algum modo vou adiando a escrita, como se algo pudesse apenas “jinx it”

Regressei a Portugal definitivamente em 2018, tentei ser empresária, mas não é claramente a minha praia, e voltei às Multinacionais. Continuo azul, mas em vez de IBM dark blue, sou agora NOKIA blue.

Estou muito agradecida à NOKIA por ter uma oportunidade única de fazer o que sempre quis, no tipo de função que sempre imaginei, a partir do nosso rectângulo. Agradeço todos os dias a oportunidade duma função que só imaginava possível se vivesse no UK, Holanda, ou EUA.

Miracles can happen, and if you wish (and work!) really hard, it can happen for you too.

Trabalho diariamente com outros ex-emigrantes, partilhamos histórias e conhecimentos, gargalhadas e frustrações com a compreensão que só nós temos. Para mim, é um privilégio apenas sonhado. Quantas vezes não disse, quem me dera que esta malta Tuga se juntasse em Portugal, íamos fazer uma diferença do caneco!! And guess what, dreams do come true!!!

Tenho uma das minhas pessoas que me encontrou, he googled me, e que na nossa primeira reunião me disse que tinha lido o Andorinha… omg… mas eu tenho tanto orgulho neste meu diário que a única coisa que me ocorreu foi: vais ver que não sou perfeita, mas que sou boa “pessoinha” 😀 e pensei novamente… devia voltar a escrever…

Enfim, all and all, profissionalmente estou contente, tenho tudo o que pedi e a partir de Portugal. Reclamar não só não é opção, como além de ingrato, seria extremamente ESTÚPIDO.

Daqui a uns anos voltarei a este post e pensarei: this is why you did it. E vou recuperar o sentimento 🙂

Sair da IBM foi provavelmente a decisão mais difícil que tomei na minha vida, não foi uma decisão profissional, foi exclusivamente pessoal sobre onde queria viver. Cresci e tornei-me no que sou profissionalmente dentro de uma empresa à qual dei suor e lágrimas e não me arrependo duma única gota derramada, valeu cada uma. Tenho um orgulho incomensurável de ter sido IBMer, serei sempre ex-IBMer, serei sempre dark blue, e serei sempre grata a todos os que me ensinaram a ser melhor, e ser o que sou hoje.

Mas agora, é uma nova época, e faço questão de ser melhor, e de contribuir para um novo sucesso. No mínimo, serei boa Chefe, assim o espero. Não perfeita, mas boa.

Profissionalmente, está o update feito.  Venha de lá o update pessoal!

Sou muita coisa, Amiga, Titi, Irmã, Filha. Novamente, não sou perfeita, mas tento ser o melhor que posso….

Como Tia, sou a Titi remota, porque o meu Xubinho, que já falava Mangolê, agora vai falar Zuca, mas tenho a alegria de constatar, again, God knows why, o Santi adora-me e vem a correr falar comigo quando ligo, mesmo que seja para “me deixar pousada em cima da mesa”, que é como quem diz, deixar o telemóvel, enquanto me mostra o brinquedo novo 😀 ou me mostra a coreografia da música nova que aprendeu. Viva o baby shark… 😀

A Titi é palhaça q.b. e usa os bonecos do messenger pra fazer a coisa fluir, o que fazer com um miúdo de 2,5 anos?? E vai visitá-lo em Junho, e aproveitar dias de piscina aquecida e chuvinha da boa em São Paulo. E sim, ser Tia é ESPECTACULAR, e continuo a adorar. O Sogro do meu irmão disse-me no outro dia, com muita graça, “Sofia, deste uma volta de 180 graus como Tia!” ao que eu respondi: mas qual é a dúvida? O puto já não come caga e dorme! Ele agora comunica, pra mais é papagaio e palhaço (sai ao Pai e tira à Tia!), qual é a dúvida???

Momentos Titi e Xubinho: casa de banho, ele faz “cobras” enquanto mostra à Titi como sabe contar em inglês até 10 😀 e depois constata: fiz uma “coba muita gandeeee”!!!

Os meus três Estarolinhas fizeram uma sessão fotográfica com a Molly & Jack e mostraram que a idade não conta! A minha Petzi já tem 11 anos, e o Bitoque e a Juicy 8, e apesar dos contratempos (Bitoque com diabetes e Juicy com Cushing), estão lindos de morrer e recomendam-se! Continuam a encher o meu coração, e encontraram na Cãomila as melhores pessoas para compensar as ausências da dona destrambelhada que tem um novo emprego.

Este ano vou a São Paulo e da Índia ao Nepal com a Nomad, e a ver se é desta que vos publico as minhas andanças… no ano passado fui à Geórgia e à Arménia, e recomendo MUITO Tiblisi, MUST GO!!!

O Mano tem saúde dentro do possível, o Pai e a Mãe também, e cá vamos andando, felizes e agradecidos de cá estarmos todos juntos para nos atazanarmos em conjunto.

Voltarei, quando me der na guelha 😉

4 comments:

  1. Não podes deixar de escrever tanto tempo…depois dá nisto! Muitos temas num texto só, fica muito por dizer… Beijokas e aguardo mais temas, sempre caracterizados pelo teu optimismo e bom humor!

Responder a Andorinha Cancelar resposta