Parabéns Aprígio!





O meu Padrinho era um SENHOR e foi o melhor Patriarca da família que já houve. 
Era meu Tio-Avô mas tenho mais recordações dele que dos meus Avôs propriamente ditos. 
Foi ele que nos ensinou a conduzir e nos “encartou” a todos;
Era ele que punha 5 netos a dormir ao mesmo tempo enquanto lhes contava histórias sobre assaltantes no meio do caminho pra Melgaço e a maneira como levava sempre o dinheiro guardado nas meias e uma pistola escondida no bolso! Nunca matou ninguém, mas afugentava os ladrões todos como se fosse o Zé Gato e depois deitava a fugir de bicicleta e só parava …….em Ponte de Lima! Oh pa, que saudades!

Era ele que nos levava às termas do Peso pra bebermos água e sermos saudáveis e nunca nos deixava andar de barco porque era perigoso. 

Aliás, pra ele tuuuudo era perigoso 😀

Ensinou-nos a beber Alvarinho (do bom!), a comer chouriço revilla e tapas na fronteira, a comer pão com barras de chocolate.
Conseguiu a enorme proeza de sentar à mesa 15 netos e sobrinhos e por-nos a todos a bater palmas em cima da mesa enquanto ele cantava: general, general, general pum pum todos trabalham menos o um! general, general, general pum pum todos trabalham menos o 13 o 10 e o 17!


Tio, agora pergunto-te eu a ti. Ouve lá, tu antes de te ires embora há cinco anos: fechaste o gás? Fechaste a água? Desligaste o ferro? Fechaste a porta à chave?

Ahhhhhhhhhhh pois é!! 😉 


Meu querido Tio, onde quer quer estejas: ÉS O MAIOR!!


E nas palavras do meu primo e neto dele: 

E para o avô Aprigio não há nada nada…

TUDO, (como ele diria) AFERRIA A; AFERRIE e AFERRI I; AFERRIO O; 


AFFERRIU U, 
Com saudade avô, onde quer que estejas…

Parabéns porque hoje farias 92 anos.

2 comments:

  1. Canté! Como diria o meu Tio!
    (Canté é dialecto pra Can te dera, que é uma mistura de Galego com Português e quer dizer: quem te dera! E que nós traduzimos em Português para algo como: olarilas!) beijos

Deixar uma resposta