Okura

Fui lá ontem repetir a dose.
O que eu gosto daquele restaurante!
Mas confesso que gostei mais quando lá fui há dois anos.
A escolha do menu foi mais feliz da outra vez, quisás. Tem uma estrelinha Michelin muito bem atribuída.
A barriguinha veio contente e feliz p’ra casa, e vou começar a explorar as redondezas da minha nova casa onde pelos vistos há um Libanês bastante bom, e um Grego muito razoável.
Estou é a ficar gorduchinha…tenho que me por fina, fazer mais exercício e fechar a boquinha no dia-a-dia se quiser continuar armada em gourmet.
Uma coisa que é muito certa: se quiserem experimentar um restaurante bom e possivelmente caro, façam-no com alguém que goste mesmo muito de comer. Não há nada mais frustante do que ir a um sítio onde a comida dá origem a orgasmos múltiplos e levarmos alguém que não goste de comer. Deixem as namoradas, mulheres, maridos e namorados em casa se são pessoas esquisitas de garfo. Mais vale levarem o gato, sempre sentem o dinheiro mais recompensado.
Vão por aí, experimentem, mas por favor, façam-no com uma companhia que verdadeiramente aprecie o momento. Foi o que eu fiz ontem e valeu bem a experiência.
Obrigada my dear inho inho 😉

24 comments:

  1. Acho injusto excluir alguém de um jantar só porque esse alguém não é um bom garfo. Eu não sou um bom garfo. Mas era menina para me tornar boa com as "facas" se me mandassem ficar em casa só por causa disso! 🙂 (hoje estou violenta).
    Os meus restaurantes favoritos são em Lisboa e acho sempre que fora de Portugal se come mal, mas por acaso foi aí na Holanda (em Amsterdam) que fui a um restaurante de fondue (de queijo) de comer e chorar por mais…
    bjs
    Pat

  2. Nada disso, se visses a conta perceberias que podes ser excelente companhia, mas se és esquisita aquilo não é pra ti. Desperdiças tempo e $$. E que tal dizeres-me qual é esse restaurante de fondue?

  3. Continuo a achar que deveria ser incluida :).
    Achas que sei qual era o restaurante? foi há uns 6 anos. Era perto (walking distance, pelo menos) do red light… era num primeiro andar daquelas casas muito estreitinhas e tinha 2 salas… (curiosamente uma só tinha meninas e outra meninos…). O fondue de queijo era divinal mas tb carito….
    bjs

  4. Agora o meu gajo, vulgo marido, até tem "sorte" que está por aí…
    Mas se ele não me levasse comer teríamos chatices… até porque dos dois nem sei quem é "melhor" garfo. comemos os dois que nem uns "bois" (salvo seja…)
    Já a minha gata é muito fina! Só come da comidinha dela, e qd lhe dou quer coisa ainda olha pra mim com cara de "achas que eu vou comer essa mer**???"

    Mas também acho que tens razão… ir comer com quem não gosta de comer não é boa onda!

  5. Mas vocês estão juntos (também) pq gostam de comer!
    A minha Petzi come tudo o que lhe aparece, é melhor que um aspirador!
    Não é que não seja boa onda, mas se vais a um restaurante com estrelas michelin vais pra COMER, não é pra morder o ambiente! Eu não pago um balurdio pra me sentar numa cadeira. Eu pago pra comer coisas diferentes e como tal não posso ser esquisita. Ontem provei um bocadinho duma cena que parecia laranja cristalizada com gengibre, e não gostei, e não comi. Mas comi 99% do que estava no meu prato. Agora imagina o que é pagares um balúrdio pra comeres metade do que veio e ficares cheia de fome? Não me digas que não é frustante? Por acaso falei sobre isso antes de ir jantar com outro amigo q levou a namorada a um restaurante desses e a única recomendação foi: leva alguém que goste de comer!

  6. A minha questão é pq é que eu não fui informado duma ida a essa tal de Okura que acho que já não é a primeira vez que leio sobre ele?

    Eu sei que estou aqui há pouco tempo, mas não gosto de ser posto de parte.

    Agora amuei e não vou ler mais o teu blog!

    😛

Deixar uma resposta