Não desapareci

Tenho é trabalho até à ponta dos cabelos. Isso aliado a uma vida social deliciosa e amigos muito fofinhos que me convidam pra jantar.
Finalmente tenho uma empregada nota 200 que limpou até os azulejos junto ao tecto, carago! Sexta jantei em casa duma amiga, sábado almoço em minha casa, uma Moamba à maneira que, modéstia à parte, me saiu boa pra xuxu e já vi que vou ter de repetir pra malta. Foi a primeira vez que fiz. Hoje a minha empregada disse-me no seu Brasileiro Baiano (pensar em pronúncia brasileira, agradecida): puxa Sofia, isso daqui tá tão bom! Você já pode casar, menina!
Aniversário duma bonequinha gira no sábado à noite, domingo de manhã fui fazer um workshop de fotografia e estou toda uma profissional! Já sei o que é o shutter e a aperture, e pra que serve o ISO e a rodinha com número. Sei focar manualmente e aprendi a desfocar à frente e foca atrás e vice-versa. Sessenta e cinco eurecos por uma aula das nove da manhã às duas da tarde. A parte das nove da manhã  num Domingo é que “ninguém merece”, mas valeu a pena. O professor chama-se John de Silva e pertence à AICS. Google it.
À tarde fui curtir com a minha Petzi um chazinho e um jantarinho pros lados de Utrecht a casa de outra amiga e seu Marmelo. Comi um carilzinho puxadinho que me soube a mel!

Realmente a minha vida de aborrecida tem pouco. Não tenho é grande coisa pra contar.

Ah, esperem, tenho! Comprei uma máquina de lavar roupa barata e que é uma maravilha! Vi num blog a recomendação e optei por uma BEKO. Tou contentinha da vida. Recomendo vivamente!
A Tuxa tem um blog novo e uma cidade nova pra explorar. E eu tenho muitas saudades dela e acho que os gajos da empresa dela que cortaram o gtalk deviam tropeçar nos cordões e mandar com os cornos no chão. Tenho dito.

Beijos, assim que puder e isto estiver mais estabilizado venho praqui mandar mais umas postas.

Há sempre boas e EXCELENTES NOTÍCIAS!


Isto no seguimento (not) de que não sou uma pessoa romântica, vai correr muito bem pros comments, mas adiante!

Ora “atonces”, a modos que, a coisa passou-se assim: corria o ano de 1998 e eis que Sofs Maria ganha uma bolsa pra ir fazer Erasmus pra Valladolid city. Quando lá chega encontra outra Tuga. Na primeira semana insultamo-nos de puta pra baixo. Foi ódio à primeira vista. Achava-mos que a outra era absolutamente insuportável, uma betinha nojente e arrogante. Ao fim da primeira semana decidimos ter a nossa primeira conversa porque havia mais gente à volta e parecia mal (not).
Eis pois que ganho uma das minhas melhores Amigas de por vida. Desde o dia 25 de Outubro de 1998 até hoje, a M. fez parte da minha vida e eu da dela. Já nos zangamos, já fizemos as pazes, já berramos uma com a outra, já choramos de felicidade abraçadas, já nos voltamos a insultar, e já voltamos a dizer continuamente uma à outra que nos adoramos. Estilo casamento, tem sido, na saúde, na doença, na alegria e na tristeza, até que a morte nos separe.
No decorrer desse maravilhoso ano de Erasmus ela conheceu a sua meia-dose, um Italiano (baixinho pra condizer connosco – quando ele ler isto vai-me bater).
Uma das mais gratas recordações que temos as duas foi do dia em que, depois duma festa temática de Portugal que nós as duas organizamos, lhe pedimos que trouxesse a mochila da M. até à residência onde vivíamos as duas.
Mas em Valladolid tava um frio do car***, de tal modo, que quando a encomenda chegou ao nosso quarto, despachamos o mensageiro em 3 tempos, corremos ao quarto do Gigo pra pedir um saca-rolhas, despachamos o Gigo, metemo-nos no quarto nós, e UMA GELADA GARRAFA DE ALVARINHO SOALHEIRO. Eram 8 da noite, mas ainda não tínhamos jantado, logo, ao segundo copo já estávamos…alteradas, vá. Como tínhamos que “bajar al comedor a cenar” decidimos tentar disfarçar a bebedeira e vá de comer tostas com chouriço (que também vinha na mochila). Não surtiu muito efeito. A cena acabou comigo e com ela a tentar andar em linha recta seguindo as linhas da tijoleira no chão. NOT.
Quando o R. descobriu que na mochila ia vinho Alvarinho, quase que o namoro dos dois vai pro maneta e eu levo na tromba. Afinal tinhamo-lo deixado de fora, e isso não se faz a quem de nós tanto gosta!
Passado o eramus, a M. e o R. tentam continuar o namoro, mas a malta é jovem, intempestiva, e tal, e pronto, a coisa não correu bem e acabou-se a história, mas continuamos todos amigos.
Ele continuou no entanto a dizer que ela era a mulher da vida dele, e 10 anos passados conseguiu finalmente voltar a Portugal com o consentimento da M. (que dizia sempre que ele vivia no passado e era tolinho, que ela era agora a mulher da vida dele! Se ele já não era o homem da vida dela, que mania a dele! Que melga! Que gajo insistente!)
Tinham passado aí uns …. 10 minutos depois de ele sair do avião quando caíram novamente nos braços um do outro, e já na sanidade mental dos 30 e picos, decidem que são:

– parvos, por ter desperdiçado 10 anos.

– que sim, são a mulher e o homem da vida um do outro.

CASAR.

E eu dei comigo histérica de contente, feliz de sorriso de orelha a orelha, porque afinal, o amor vence, e é poderosa, e a história deles continua a fazer-me acreditar que sim, há almas gémeas. Pelo menos, as deles.

PARABÉNS AMIGA!!! AUGURI CARIÑO MIO!!!

As cenas do próximo capítulo dar-se-ão quando eu emborrachar noivo e noiva no dia do casório em registo civil e capela incógnita no meio do Alentejo ou da Calábria, com Alvarinho, pois então!

A culpa não é deles….

… é nossa!

Qual de nós o melhor…

Na minha casa a boa-disposição reinou sempre, graças a Deus. Mas o Kruk e a Petzi tornaram-na infinitamente melhor. A alegria que transmitem e a paciência que têm para conosco é absolutamente contangiante!

(a ideia das bandoletes de rena foi do meu Pai que é pior que nós todos juntos)

O Kruk posa sempre pra foto e não se importa com massacre nenhum, sempre feliz este bichinho!

A Petzi desfila com cara de: porquê eu, Senhor? Porquê?!


Tou no ir! Isto não abona nada a minha imagem! Bora Kruk, deixa-os aí!

Tens razão! Que se lixe os enfeites! Cornos é pra eles, agora eu! Tu não me trais pois não boneca?

Eu??? Nahhhhh! Ó Querido! Qual donzela à espera do seu Princípe no Cavalo Branco! (riso maléfico!)

Alívio e Liberdade!

Sábado fiz o Exame do CISM. Não sei como é que correu, mas eu diria que rezar pra ver se os examinadores me abonam um “aprovado” não está fora de cogitação!
O certo é que voltei a ter tempo PRA MIM ao fim do dia, e que já não tenho que marrar todos os dias. O peso na consciência por ter de estudar já foi embora, e agora o que interessa é marcar quantas viagens puder! A próxima é já dia 27 de Dezembro… Brasiuuuuuuuuuuuuuuu! Tralalala, tralalala, Brasiuuuuuuu, Brasiuuuuuuuu!!

relief Pictures, Images and Photos

Image from here:

How to buy a TV for Dummies

1 – Perguntar a um Homem. Irmão, primo, tio, avô, vizinho, amigo, gay ou hetero. Se ele for informático, a probabilidade de te conseguir ajudar (e dar informação a mais) é de 99,999%.

2 – Definir BEM os teus requisitos. Escrever para que tipo de função queres a tua TV: ver filmes, ligar ao PC/portátil, ver TV normal e corrente apenas, ligar ao DVD, ligar a um media player, and so on, and so on.

3 – A Pixmania tem uma descrição muito útil para saber o que é um LCD, um LED, um HD não sei das quantas, a diferença entre um plasma e um flat screen, entradas HDMI ou VGA, etc:

http://www.pixmania.com/pt/pt/guia-de-compras-televisores-lcd/ga8.html

4 – O “baratinho” dum Homem relativamente a uma TV nunca é comparável ao “baratinho” duma mulher a não ser que ela esteja a falar de roupa ou sapatos de designers.

5 – Cuidado com o tamanho (by Patricia, e eu assino e subscrevo). “Se dermos liberdade aos homens vão-te sempre dizer que uma de 40 polegadas é do best, mas que vá, compra lá a de 37 que é mais baratinha. Depois chegas a casa e aquela coisa é grande demais para a tua sala…..
E isto leva ao segundo ponto:
Só para que dê para resolver caso haja surpresas desagradáveis, compra num sitio onde possas trocar caso não te agrade ou que seja grande demais lá para casa….”

6 – O que são POLEGADAS? (os valores referem-se ao diâmetro do écran, não à largura da TV – as coisas que eu aprendi senhores!):

1 polegada são 2,54 centímetros, LOGO:

32″ – aprox 80 cm
37″ – aprox 94 cm
40″ – aprox 101 cm

(é um metro de diâmetro na diagonal, não sei se tão bem a ver a enormidade da coisa…!)

42″ – aprox 107 cm
46″ – aprox 117 cm

(ou como ter uma TV do tamanho da parede com a sensação que os lábios da Manuela Moura Guedes estão demasiado próximos da tua cara. Também podem experimentar ver as primeiras cenas do “Moulin Rouge” e vomitar logo a seguir do enjoo provocado pelo movimento. É garantido.)

7 – Onde comprar?

Há muitos, mesmo muitos sites. E depois há sites onde se compara qual o site em que a TV aparece mais barata. Ficam aqui links e divirtam-se 🙂

Site p’ra conseguir a mais barata:

http://www.kieskeurig.nl/

Site que costuma ter cenas baratas:

http://www.pixmania.com

Outros sites:

Media Markt, BCC, Modern

http://www.redcoon.nl/

http://www.alternate.nl/

http://www.fnac.pt/pt/default.aspx

A minha prenda de Natal para mim mesma foi….

UMA TELEVISÃO LG de 37″ LH3000

Escolhida com a vossa ajuda e com as vossas dicas (One Guy Alone e LuaSol em especial, vocês foram impecáveis!), e com uma imensa, mas imeeeeeeeeensa, dose de paciência do T. e do A., a quem agradeço de coração.
Até a encomendar no site em holandês me ajudaram, testaram o meu portátil na TV, disseram-me que cabo comprar, quase me vendem a deles (tou convencida que fazem qualquer coisa pra me fazer fechar a matraca…), enfim, guiaram-me pela mão p’ra comprar o melhor p’ra mim, e ao melhor preço!

(Claro que se não me ponho fina neste momento tinha um bicho com 42″ e pouca parede de sobra. Sim, que Gajo que é Gajo tem de comprar uma p* duma TV com mais de metro. Depois queixam-se que as mulheres batem com os carros. Afinal, vocês é que nos dizem quanto é que são 15 cms, certoooo?)

Bom, o mais importante, é que é a primeira TV que compro com o meu dinheiro.
As outras sempre foram “sobras”, ou oferecidas pelos meus Pais quando já havia a mais lá em casa. Isto porque eu nunca achei que devia gastar tanto dinheiro num televisor, ou numa aparelhagem, ou sequer num leitor de CDs, a não ser que fosse pra durar muitos e bons anos. E hoje em dia isso já não acontece, as coisas não duram o que duravam, e….há sempre tantas viagens pra fazer…
Ou seja, comprar uma TV destas, p’ra mim, foi uma loucura, e como tal, só podia ser algo que eu no meu perfeito juízo não faria, logo, tinha de ser … uma prenda p’ra mim!! E gosto. Gosto MUITO. Agora desculpem lá qualquer coisinha, que eu vou ver um filmezito pra acabar a noite, sim?
Um abraço a todos os que tiveram a coragem de mandar uns bitaites nos comments só pra ajudar esta boa alma a “ber umas nobelinhas na TB”.
Sofia

A Liga dos Últimos era bom, “Nobre Povo”, da mesma autoria, consegue ser ainda melhor

Na RTPN e nas páginas da RTP (http://tv1.rtp.pt/multimedia/index.php?tvprog=25323) conseguimos ver os testemunhos captados sobre a Direcção da Sónia Lacerda.
Se tiveram o privilégio de ter família na Aldeia, sabem que estas pessoas falam com o coração, conta histórias deliciosas, e que é um prazer ouvi-las, sendo impossível tirar o sorriso dos lábios.

Deixo-vos a informação do site:

(Ir ao site da RTP1, TV Online, Informação -do lado esquerdo-, Nobre Povo).

Histórias, casos e originalidades do país real…
Um espaço destinado ao país real, que irá revelar histórias, casos e originalidades de um Portugal profundo.
Um programa de reportagem que pretende mostrar pessoas, lugares ou situações que estão afastados da agenda noticiosa.
Histórias que mostram o Portugal que não fica sentado, que inova, defende as tradições e persegue sonhos.
Reportagens de Ivo Costa, Ricardo Amorim e Sónia Lacerda
Coordenação de Sérgio Sousa

Pílulas e afins – post pra Gaijas

Eu hoje estou extremamente bem-disposta, aliás, como dá p’ra perceber.
O motivo é simples. Eu tenho uma questão hormonal que uma em cada 5 mulheres tem. Sou poliquistíca. Não é nenhum drama, apenas significa que do ponto de vista hormonal preciso de algum controle. Normalmente as mulheres tomam a pílula e pronto.
Só pra terem uma ideia, quando não estou a tomar a pílula ficou com o TPM…TODOS os dias. Absolutamente insuportável, uma neurose incrível, perco a paciência ao mínimo que me façam, tanto choro como rio, enfim, fico completamente histérica!
Durante anos o meu médico disse-me que, como a minha Avó Materna faleceu de cancro da mama, que eu não deveria tomar a pílula.
Assim fiz.
Quando cheguei à Holanda, o stress da mudança, um novo País, uma nova cidade, sem os meus Amigos, sem a Candeia, sem o meu ambiente, sem a minha língua, sem a minha comida…só não pifei da lâmpada por pouco. Depois duma semana sem dormir, fui ao médico, e depois de 4 sessões (sim, os médicos holandeses, regra geral, há sempre excepções, são um cadito pró lentos…muito lentos…) e duma mamografia, o Senhor decidiu que eu podia tomar a Diane 35 pra ver se púnhamos isto no sítio. Eu assim fiz. Ao fim dum ano, não só já conseguia dormir, como (acho eu!) estou mais estável emocionalmente, a minha pele ficou reluzente e luzidia, o meu cabelo mais bonito, enfim, essas coisas todas que são benefícios de Gajas com o período mais certo que um reloginho e sem problemas de hormonas não direccionadas.
(Havia muito quem me dissesse que o meu problema era arranjar gajo mas é, que tivesse um namorado durante muito tempo que ia ver como a coisa ia lá. Prefiro aturar a pílula. ADIANTE!)

O BIG PROBLEM, como muito boa menina sabe, é que engordei. De 51 passei a 55 kilos.
Dizem vocês: 4 kilos? Isso não é nada!
Pois, não é nada quando se tem mais de 1,70.
Ora aqui a “tarreca” de 1,56 cm ficou logo a parecer um batoque. Um cú como uma cebola, redondinha por todos os lados, umas mamas que quase entravam no prato da sopa (tou a exagerar, mas era só mesmo pra ter a reacção dos gajos-que me conhecem claro-depois nos comments a dizerem: aldrabona!!!), uma balofazinha, portanto.
Mas o meu maior problema não era estar gorda, era estar inchada.
E ainda ouvi as piadinhas do: inchada? Nananana, tu tens é comido bem! O meu Pai deu-me um abraço e disse-me: tás…maciça!!
As minhas calças passaram do 36 pro 38. E mesmo as 38, não era rara a vez que me sentava e punha a camisola ou t-shirt por cima só pra poder desapertar os botões das calças.
Acordava de manhã e os nós dos dedos tavam cheiinhos, e eu sentia-me mal.
Eu fiz dieta: não resultou.
Eu fiz caminhadas e exercício: não resultou.
Eu deixei de beber alcool: não resultou.
Eu que sempre perdi 2 kilos numa semana se quisesse, não consegui perder meia grama.
Eu até aturei um namorado holandês: não resultou.

Antes de me atirar a chorar baba e ranho colada aos colarinhos dum endócrinologista, achei que devia perguntar às amigas e fui ter com uma grande amiga minha que tem uma farmácia em Braga. A Susaninha tinha tido o mesmo problema que eu e recomendou-me a Yasminelle.

Passado uma semana da começar a tomar acordei, pela primeira vez em meses, com as mãos desinchadas, o meu corpo a normalizar, pesei-me e já tinha perdido um kilo.
Eu nem queria acreditar!!! O NATAL CHEGOU MAIS CEDO!!!

Tou numa alegria única. A minha Colega que me viu ainda na terça-feira olhou pra mim e disse-me: o que é que te aconteceu nos últimos dias? Tás mais magra de cara…perdeste peso?
Quando levantei a camisola e lhe mostrei como as calças começavam a assentar-me a moça passou-se.
Eu estive a ponto de explodir de felicidade.
Eu acho que gajo nenhum vai algum dia ser capaz de compreender este post, mas as mulheres que me lêem, de certeza que devem ter na mente uma de duas frases:

– porca de merda!

– que sorte! Também quero!

E pros homens que acham que eu tou a ser injusta, mesmo as minhas meninas e amigas porreiras que eu sei que gostam de mim, nem elas são capazes de sentir simpatia pelo facto de eu ter perdido peso, A NÃO SER, que elas TAMBÉM estejam na mesma situação.
Mesmo assim, mentalmente, vão-me insultar sempre, porque não tive de fazer dieta ou desporto.

Hoje sorri o dia inteiro, andei o dia todo no escritório aos saltinhos, talvez porque finalmente, respirei de alívio: não tenho problemas de banha localizada vinda dos 30, não tenho nada na tiróide, não tenho de pirar da mona por deixar de tomar a maldita, só tenho de continuar porreira da vida e voltar a entrar e caber nas minhas calças e fatos!

OBRIGADA MEU DEUS!!!

E obrigada Susaninha!

E como quero TODA a gente a sorrir hoje, com os cumprimentos do Terminal 19:

João Só e Abandonados – Apresentação do 1º disco, Santiago Alquimista dia 29 de Outubro

DEPOIS NÃO DIGAM QUE EU NÃO AVISEI!!!

Venham daí meus bens!

5a feira, dia 29 de Outubro, às 21h30 começa a festa no Santiago Alquimista!

E como não queremos festejar sós e sabemos que não nos vão abandonar, contamos com todos para o grande “evento” que comemorará o lançamento do nosso primeiro disco e que promete ser animado – e acabar cedo, por ser dia de semana.

A fazer as honras, vamos ter o nosso amigo Miguel AJ, cantor e compositor d’ Os Azeitonas, também conhecido por Mendes

( www.myspace.com/omyspacedomendes).

O outro convidado especial é o ilustre Samuel Úria!

( www.myspace.com/samueluria )

Entretanto, podem ir adquirindo o disco nas casas da especialidade, como por exemplo em toda e qualquer Fnac ou, para os mais virtuais, em www.fnac.pt .

E os bilhetes? Os bilhetes podem ser comprados aqui (Ticketline.pt) ou ainda na Fnac, Worten, Agéncia Abreu,CC Dolce Vita Tejo, Megarede e El Corte Inglês.

E a quanto é que ficam? Ora, por um bilhete comprado antecipadamente despenderão a módica quantia de 8 euros (sem t-shirt) ou 11 euros (com t-shirt).

Os menos precavidos também são bem-vindos mas terão uma taxa acrescida de um euro, para aprenderem a não deixar tudo para a última hora do último dia.

Encontramo-nos então no Santiago Alquimista, se não for antes!

Saudades a todos,

João Só e Abandonados

www.myspace.com/joaoso e em joaoso.com

Eu bem achava que os Gatos andavam muito sossegados…

Esmiúça os Sufrágios. Não conhecia, mas realmente estranhei que os Gatos Fedorentos andassem tão “sossegados”. Eu não vivo é em Portugal pa! Aliás, fica já a minha promessa, que se ficar cá mais de um ano vou trazer uma box de Portugal e ponho um prato de satélite e tudo e tudo.

Por cada pergunta uma gargalhada, prometo. E não, não é com a resposta dos políticos, é mesmo porque são aquelas que sempre se quiseram fazer e nunca se teve coragem, mas com o toque de humor absolutamente perfeito e genial!
Não acho piada aos Contemporâneos (iam me linxando quando disse tal coisa, mas não lhes acho piadinha nenhuma) e confesso que estava cheia de saudades dos BONS humoristas portugueses.

Os Gatos aqui:

E ainda aqui:

Have fun!